9 de abr de 2014

QUEBRA DE VEZ

quebra
de vez
o silêncio
perde
de vez
o medo
abre
o coração
cospe
de vez
tudo o que sente
não mente
não iluda
não se iluda
nem se engane
quebra
de vez
essa corrente
como posso crer
se me faz
descrente
como
posso ir
se está
sempre ausente
quebra
de vez
esses muros
erga de novo
as pontes
deixa o sol
tomar
conta da escuridão
que se fez em sua alma
não cala mais
grita
cospe de vez
tudo o que sente