1 de abr de 2014

NOJO

eu preciso
crer
não posso deixar
de acreditar
nas pedras
que se movem
no meu deserto
eu preciso
crer
nas minhas vertigens
que sempre
mudam de lugar
como as nuvens
de um céu
que um dia foi azul
eu preciso
me despir
daquilo que me causa
nojo
daquilo que me causa
ânsia
preciso
arrancar do peito
todo desamor
fé apenas não me basta
preciso ter
ódio
preciso que meu sangue
ferva
preciso que minhas árterias
gritem
e que me provoquem
o caos
e o desespero
preciso de mentiras
de verbos irregulares
de canções sem sentido
preciso de olhos
fechados
preciso crer
naquilo que não vejo
e sinto
preciso acreditar
na força
do destino que fiz pra mim...