7 de abr de 2014

NÃO ROUBEM DE MIM

por favor,
não roubem de mim
o direito
de amar
não saberia
viver
sem o amor
que sinto
sem as paixões
que invento...
por favor,
me deixe
sonhar
quantas
vezes
e como eu quiser
que me importa
se me chamam
de louco
sempre
fui assim
intenso
até o fim
perdido
nas curvas
dessa vida
não roubem
de mim
minhas verdades
e meus desenhos
meus esboços
de dias melhores
deixem
ser quem sou
que me importa
se a morte roubar
tudo de mim
por favor,
deixe
sempre coberto
de poesia
não roubem nada de mim