9 de abr de 2014

FOI


O que foi bom
Foi
Há tempos
Não é mais
É como
Vendaval
De instantes
É como temporal
Noites
De sonhos
Onde
Te acho
Onde te escondo
O que foi bom
Foi
E marca
E cala
Tatua
O peito
Deságua
No rio
O desespero
O que foi bom
Foi
E ainda é
Vivo
Na lembrança
Que não se apaga
Vivo
No tempo
De um amanhã
Estagnado
No hoje
O que foi
Foi
E sempre será
Bom