"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

17 de abr de 2014

GRITEM


NÃO SEI COMO TEM GENTE
QUE NÃO CONSEGUE
SIMPLESMENTE DIZER O QUE SENTE...
GENTE RESUMIDA
FECHADA
GENTE PERDIDA...
NÃO SABERIA VIVER
ASSIM
ENTRE RASCUNHOS
E DEDUÇÕES...
EU GRITO
EU PRECISO GRITAR
TUDO O QUE PENSO
MEUS ABSURDOS
MINHAS INCOERÊNCIAS
SOU FEITO
DE URROS
DE BERROS
DE VERDADES
DE LOUCURAS
DE INSTANTES
NÃO CONSEGUIRIA VIVER
CALADO
SEM DIZER
O QUE SINTO
MORRERIA SUFOCADO
EM INSTANTES
AH
POBRES
FECHADOS
EM SUAS INTOLERÂNCIAS
SENTIMENTOS
RECLUSOS
EM SUAS BOCAS
FECHADAS
GRITEM
SEUS SENTIMENTOS
LIBERTEM-SE
DESSAS AMARRAS
AMEM
E PERMITAM
SER AMADOS
AH POBRES
INFELIZES
BRADEM
SEU AMOR
POIS O AMOR
NÃO PODE
VIVER
ENCLAUSURADO
EM PEITOS
INFELIZES
E CALADOS.

16 de abr de 2014

EIS-ME NU

EU SOU DOCE E AMARGO
RASO E PROFUNDO...
CONHEÇO DEUS E O DEMÔNIO.
PAIXÃO E AMOR.
JÁ DISSE VERDADES E MENTIRAS TAMBÉM.
NUNCA ANDEI DE CIMA DO MURO.
JÁ ANDEI NO ESCURO.
NÃO TENHO MEDO, MAS ANDO COM CUIDADO.
VOO SEMPRE QUE FECHO OS OLHOS.
NÃO ACREDITO NAS RELIGIÕES....
AINDA CREIO NO AMOR.
SOU MÍSTICO, ESOTÉRICO, ROMÂNTICO POR EXCELÊNCIA.
CHORO FÁCIL. NÃO SOU DE RIR MUITO.
MEU HUMOR É ÁCIDO.
NÃO BEBO, NÃO FUMO. ADORO SEXO.
CONFESSO MINHAS INVERDADES. SOU LÚCIDO. TRANSPARENTE.
SE NÃO GOSTO, DELETO.
SE DELETAM, TENTO SABER PORQUE.
ADORO LER. DURMO POUCO. NÃO ORO, NEM AO MENOS REZO.
ÀS VEZES AGRADEÇO.
SOU RESILIENTE, INTRANSIGENTE, INTOLERANTE.
TENTO CUIDAR DA MINHA VIDA.
DOS MEUS GIRASSÓIS.
RECONHEÇO MINHAS FALHAS, MINHAS FRAQUEZAS.
NÃO SOU ORGULHOSO, UM POUCO RANCOROSO E JÁ FUI VINGATIVO.
SOU FÃS DA BELEZA FEMININA.
SOU PAI, AVÔ, MARIDO, AMANTE.
SOU LOUCO, CONFUSO, FECHADO EM MEU MUNDO.
SONHO POUCO, FALO POUCO. OBSERVO.
ERRO, FALO PALAVRÃO, GRITO, ESBRAVEJO.
SOU DO BEM. DETESTO O MAL. INJUSTIÇA ME INCOMODA.
SOU VENTO, VENTANIA, FURACÃO.
PELE, A MORENA.
DETALHES ME FASCINAM, OS SEIOS ME EMBRIAGAM.
VICIADO EM POESIA, EM TRANSGREDIR A ORTOGRAFIA.
RASCUNHO PENSAMENTOS, IDEALIZO PESSOAS.
SOU CRENTE, DESCRENTE, ATEU, À TOA.
OUÇO TUDO, CANTO TUDO, ME ENCANTO.
ESTENDO A MÃO, ABRO OS BRAÇOS, ABRAÇO.
ME ENTREGO, JOGO, ARRISCO, ARISCO.
ADORO PRAIA, ADORO CALMA, ADORO TEMPORAL.
DIRIGIR ME LIBERTA, DORMIR ME ESCRAVIZA.
BEBO ÁGUA OBRIGADO. ADORO COCA-COLA.
CALÇA JEANS, CAMISETA BRANCA, CAMISA.
PERFUMES, UNHAS, PÉS, OMBROS.
AMO MUITO, AMO DEMAIS.
ABRO A JANELA E VEJO UM MUNDO MEU.
DIFERENTE DE TODOS OS MUNDOS.
FANTASIO SEM FANTASIA.
ANDARILHO, NÃO PEÇO MAIS AMOR.
NÃO ME HUMILHO MAIS.
NEM VOU MAIS ATRÁS.
ESPALHO POR AI, POESIAS.
E TENTO DE TODOS OS JEITOS
ACALMAR MAGOAS, ABRAÇAR A SOLIDÃO DE QUEM CHORA.
QUERO MORRER
DEBRUÇADO EM CIMA DOS MEUS PAPÉIS
E QUE MEU CORPO
SEJA QUEIMADO
E MINHAS CINZAS JOGADAS
AO VENTO.
EIS MEU EU... EIS-ME NU.

11 de abr de 2014

VIVENDO


Vou vivendo
Em quedas
E tropeços
Entre momentos
De certezas
E de tantas incertezas
Vou vivendo
Entre
Anjos
E demônios
Entre
O amor
E o amor também
O ódio
Não me cabe
Vou vivendo
Entre
Aprender
E ensinar
Caminhando
Tentando ser melhor
Cada dia
Vou vivendo
Entre
Meus sonhos
E minhas realidades
Entre
O que sou e
Entre o finjo ser
Vou vivendo
Meus delírios
Meus momentos
Meus dias
Que não terminam
Minhas noites
Que não param
Um dia chego
E ai
Deixo de viver
Deixo de sentir

SER FELIZ


Ser feliz
É que se quer
Se saber
De verdade
O que é essa
Chamada
Felicidade
Para uns amor
Pra vida inteira
Ser amado
E se sentir amado
Para uns
Deitar
E dormir
Para outros
Tantos loucos
Como eu
Ser feliz
É viver
O que há na vida
O dia
A noite
Toda a estupidez
Que o peito
Puder
Carregar
Ser feliz
É desejo
De tantos
E tantos
Tentam
Ser
E não sabem
Nada como eu
E como tantos
Loucos
Como eu
Ser feliz
Ser
Somente

POESIA SÓ


Poesia
Só de amor
Só de bem querer
Poesia
Só como juras
Tantas
Como declaração
Para marcar
Para cicatrizar
Feridas
Deixadas
Por tolos
Que não sabem
Amar
Poesia
Como sopro
De vida
Como vento
Como ventania
Poesia
Só para acalmar
Para passar
O tempo
Para encher
De bobeira
O papel branco
Poesia
Só de verdade
De mentira
Já basta
A vida
Já basta
Todos os olhos
Vazios
Que me olham
Quando passo
Poesia
Só se for
De amor
De poesia

NÃO PARO DE PENSAR


Não paro
De pensar
Penso
Em tudo
O tempo todo
A todo
Todo tempo
Penso
No que fiz
No que deixe
De fazer
Penso
No que quero
E no que posso
Penso
No que devo
Penso
Em mim
Penso
Em todos
Penso
No ontem que deixei
Passar
Sem viver
Penso
No hoje que está
Partindo
E no amanhã
Penso
Na pressa de viver
E no tempo
Que não me deixa nada
Penso
Em tudo
O tempo todo
A todo momento
Antes de tudo
Depois de tudo
Penso
E não queria pensar tanto assim