31 de mar de 2014

TE GOSTAR

não te posso
gostar
nem posso
te querer
sonhar
talvez
quem sabe
não posso ir
neste rio
de correntezas
incertezas
não que não queira
melhor
ficar olhando
da minha ilha
de solidão
tudo
teu passar por mim
feito nuvem
de instantes
não te posso
amar
já alguém em meu peito
dona de mim
de tudo
o que em mim

amor
sentimentos
verdades
sabe até mesmo
as mentiras
que conto
e que escrevo
nas minhas horas
de loucura
e solidão
porque sou sim
escravo dos meus sentimentos
não te posso
nada
nem te querer
nem te gostar
não posso
nada