30 de mar de 2014

PRESO

prenderam-me
num amor
vazio
fizeram-me
chorar
de dor
e desespero
desprezaram
sentimentos
zombaram
das minhas verdades
e deixaram
tudo
jogado no chão
tentaram
tirar
tudo o que havia
tenataram
mudar
meu jeito
de querer
valores
rasgados
era sombra
era errado
queriam palavras
deixaram-me preso
no quarto
vazio
não tinha amor
não tinha cadeira
nem vento
só todos os dias
de noites
intermináveis