31 de mar de 2014

NÃO TE QUERO MAIS

não te quero
como brisa
de ventos incertos
quero viva
intensa
quero poder
ter a certeza
que nunca
mais
não te quero
sonho
de todas
às noites
nem como um delírio
de um bebado
de amores
não te quero
luz
distante
nem mar
imenso
te quero
palpável
sentir teu cheiro
beber
se der seus beijos
e morrer
calmo
em teus abraços
não te quero
apenas
na imaginação
te quero
na certeza
mesmo que depois
tua se perca
e aos poucos
se esmaeça
não te quero
brisa
de instantes
te quero terra
fogo que queima