22 de nov de 2013

VOU BEBER

Vou
Pro bar
Sentar perto
Do balcão
E pedir sem pensar
Uma dose bem quente
De nostalgia
Vou
Ficar ali
No balcão
Bebendo as lembranças
Quem sabe
Eu possa encontrar
O que perdi
Onde me perdi
Vou beber
Sem parar
Cada gota de nostalgia
Que puder
Até cair
Em como
E ai sim
Não me lembrar de mais
Nada