25 de nov de 2013

TODOS OS DIAS

Todos os dias
Tantos caminhos
Alguns atalhos
Desvios
Quantos sonhos
Desejos perdidos
Todos os dias
Apenas sxpectativas
E tudo de novo
As mesmas caras
Os mesmos gostos
Nada muda
Quando muda
Dá merda
Quando muda
Simplesmente fede
Todos os dias
Tantos caminhos
E quantos olhares perdidos
E quantos sorrisos vazios
Todos querem o mesmo
Voltar pra casa mais cedo
E se preparar
Para o mesmo amanhã
De hoje