22 de nov de 2013

SEMENTES DE POESIA

Sempre
Viajo
Sempre
Carrego
A mochila cheia
Há u pouco de saudade
Um pouco de dor
Que me mantem atento
Muito amor
E muitas sementes
Em forma de poesia
Eu sempre
Planto por onde passo
Um pouco de tudo
O que carrego
E fico com um pouco de tudo
De bom dos lugares
Por onde passo
E deixo um pouco
Do bom que em mim
Ainda existe
Quantos universos
Quantas terras estranhas
E quanto de mim deixei