23 de nov de 2013

QUANDO PENSO

Quando penso
Que tá tudo bem
Me engano
É a luz que acaba
A conta da água que chega
O salário
Que nunca dá pra nada
E há fome
Há sede
Há amores esperando
Há tanta coisa
Quando penso
Que tudo será
O marasmo gostoso
Vem a vida
E fode tudo
Me faz ainda mais
Inconsequente
Louco
Cheio de veneno
Quando penso
Sinto que não posso mais pensar
Devo ir
Seguindo
As ondas macias do meu mar