21 de nov de 2013

O QUE HÁ

O que há
É amor
Meu amor agora ecoando
Por onde passa
Por onde anda
O que há
São vestígios
De mim
Espalhados agora
Pelo teu mundo
O que há
É tudo o que se foi
Como rio sem correnteza
O que há
São marcas frias
No corpo ainda quente
Carente
O que há
É tudo o que ficou
Jogado
Espalhado por ai