18 de nov de 2013

NÃO SEI CALAR

Ainda
Não sei calar
Tudo o que sinto
Como se tudo
Tomasse conta de mim
Sem eu perceber
Ainda
Não sei lidar
Com certas
Emoções
E tenho vivido
Uma fuga constante
Quando penso
Ter conseguindo
Me vem de novo passado vivo
Ainda
Não sei enterrar
Meu eu vivo
E nem fingir
A indiferença
Que sinto