20 de nov de 2013

NÃO ME CALO

Não me calo
Falo sempre
Falo tudo
O que sinto
O que penso
O que quero
O que espero
Não me calo
Falo tudo
Falo das dores
Dos amores
Do amor
Dos sonhos
E de todos os nós desfeitos
Não me calo
Não posso
Palavras escorrem
Pelas mãos
Pelos cantos das bocas secas
Não me calo
Mesmo morto
Falerei ainda
Através do vento