18 de nov de 2013

NÃO CONFIO

Não confio
Em sorrisos
Em abraços vazios
Não confio
Em palavras
Sopradas
Pelo vento
Nem sonhos sonhados
Em madrugada fria
Não confio
Em olhares
Não confio
Na sombra que me segue
Não confio
Em mim
Nos meus sentimentos
Que me traem
Não confio
Em nada
Em mais nada
Apenas nos instintos
Que ainda
Me fazem caminhar