21 de nov de 2013

INSTANTES PASSADOS

O cigarro
Queima
Chorando no chão

O corpo
Suado
Jogado na cama
Querendo ainda o amor
Que acalma a dor

A janela aberta
Sopra ainda
Ventos incertos

Roupas rasgadas
Pelo amor de instantes
Nada mais
Nada venta mais
Do que esses momentos
De instantes
Passados