12 de nov de 2013

CADA VERSO

Mataram
A poesia
Cada verso
As folhas
Estão vazias
Em branco
Como as vidas
Que passam
Passam
Em branco
Mataram
A poesia
Não há mais alegria
Não se sabe mais
Amar
Não se sabe mais viver
Escravos
Do tempo
Dez, vinte
Relógios no pulso
Tudo marcado
Cada passo
Mataram a poesia
Mataram a beleza
Que o poeta via