20 de out de 2013

VOZES


As vozes
Ecoam
Quantos ventos
Ainda sopram em mim
Ainda
Sinto a dor
Quando olho
Por onde andei
Agora eu sei
Andei
Sozinho
Pelo vale das sombras
As vozes
Ecoam o som
Triste das tuas gargalhadas
E das minhas lágrimas
Esse vento
Tem que morrer
Para que estas vozes
Enfim se calem