20 de out de 2013

À BEIRA DO CAMINHO

Antes
Eu sentava
À beira do caminho
E simplesmente
Escrevia
Eram
Num instante
Dez, vinte, trinta
Poesias
Hoje
Meus dedos estão
Atrofiados
Se escrever uma ou duas
Poesias
Já estou feliz
Já não sou o mesmo
Ou já não sei mais
Quem fui
Será castigo?