29 de jul de 2013

O QUE VIVI





Ainda
Há vestígios
Daquele amor
Aquele amor
Meio bandido
Meio devasso
Meio amor
Sei lá
Ainda
Penso
Em tudo
O que vivi
Em tudo
O que senti
E sinto
E já não sei mais
Quem fui
Quem sou
E o que sobrou
De mim
Ainda
Sinto
O gosto amargo
Das palavras
Que foram cuspidas
E já não sei mais
Se o tempo
Ira mesmo
Tirar tudo isso de mim
Ainda assim