8 de abr de 2013

NAS NOITES

nas minhas noites
quando penso
te esquecer
sinto na pele
o perfume teu
e sozinho ali
enlouqueço
extremeço
e te busco
em todo meu eu
cada pedaço teu
nas minhas noites
solitárias noites
sinto na roupa
perfume teu
parece tua boca
teus lábios
sussurando
meus ouvidos
pecados
e te busco
e não te acho
e enlouqueço
e me desfaço
adormeço no cansaço
sentindo ainda
embriagado
o perfume teu
da pele tua
nas minhas noites
solitárias noites
de amargura