20 de fev de 2013

LIVRAI-ME DE TODO MAL

livrai-me de todo mal
livrai-me daqueles que não sabem amar
daqueles que não sabem
o que é amor
livrai-me dos invejosos
dos rancorosos
dos maldosos
livrai-me de todo mal
livrai-me
da falta de paciência
da falta de humor
livrai-me dos corações
cheio de maldade
livrai-me
das chagas
de todas as pragas
livrai-me de mim
dos pensamentos
que muitas vezes
me invadem
livrai-me
da falta de fé
da falta de coragem
da falta de sonhos
de perspectivas
da falta de amor
livrai-me dos pesadelos
de toda angústia
de toda mágoa
de tudo o que possa me ferir
faz de mim o homem de ferro
mas deixa
em mim
o coração que ainda sente
e bate
e sangra
e livra-me de todo mal
amém