20 de out de 2012

POR ONDE ANDAS

Não estás
Aqui
Por onde andas
Pelas ruas
Dessa
Cidade imunda
Olhando
As vitrines
E as vidraças
Quebradas
Talvez
Quem sabe
Cansada
Quem sabe
Pensando em mim
Quiserá
Eu que fosse
Não estás aqui
Como sempre
Esteve
De corpo presente
Está
Por ai
A carregar as sacolas
A pensar na hora de chegar
Quisera eu
Que fosse pra me amar