20 de out de 2012

POR ONDE ANDAS

Não estás
Aqui
Por onde andas
Pelas ruas
Dessa
Cidade imunda
Olhando
As vitrines
E as vidraças
Quebradas
Talvez
Quem sabe
Cansada
Quem sabe
Pensando em mim
Quiserá
Eu que fosse
Não estás aqui
Como sempre
Esteve
De corpo presente
Está
Por ai
A carregar as sacolas
A pensar na hora de chegar
Quisera eu
Que fosse pra me amar

O TEMPO GRITA

O tempo
Grita
O tempo
Dói
O tempo
Chora
O tempo
Passa
O tempo
Espera
O tempo
Finda
O tempo
Rompe
O tempo
Sela
O tempo
Cura
O tempo
Ainda que assim
Sem tempo
Deixa que tudo
Aconteça assim
No seu tempo
Na sua vontade
Na sua pressa de passar
E ficar presente

TE SINTO

Te sinto
Te encontro
Em tudo que há
Em mim
No mundo que me cerca
Nas poesias
Que leio
Nas que escrevo
Te sinto
Te encontro
Nas flores
Do canteiros
Nas rosas
Do jardim
No vento
Na minha paz
No meu desespero
Te sinto
No amor
Que sinto
No amor
Que sentes
Nas raízes que crescem
Em nós
No tempo
Na história
Que junto escrevemos

NÃO QUERO MAIS CHORAR

Não quero
Chorar mais
Não quero
Mais
Ser o chato
Ser a fera
O estressado
O apressado
O intenso
O sem prumo
O sem rumo
O poeta
Quero ser
O que ninguém

Aquele que ninguém
Percebe
Insignificante
Não quero
Ser
Um imbecil
Um à toa
Um louco
Poeta
Quero ser invisível
Transparente
Não quero mais chorar

NÃO SEI O QUE FAZER

Não sei
O que fazer
Se ligo
Se escrevo
Se procuro
Se espero
Se desespero
Se morro
Não sei
O que dizer
Que te amo
Que te quero
Te preciso
Não sei
Se pensas
Em mim
Se lembras
Que estou aqui
Enclausurado
Em mim
Não sei se saio
Correndo
Ou vou andando
Não sei
Se espero
Se escrevo
Ou me desespero

TEU DOCE SORRISO

À tarde
Começa a chegar
Ainda tenho
Em mim
A lembrança
Doce
Do teu sorriso
Ainda
Tenho a sensação
Do teu abraço
À tarde
Vem com pressa
As horas
Tem pressa
Eu tenho pressa
O tempo
Quem sabe
Possa eu te encontrar
Bem
Vestida
Com aquele sorriso
Que fascina
Quem sabe
Eu encontre nos teus olhos
Aquele brilho
Que reflete meu eu
Em você

SERÁ QUE UM DIA

Será
Quem um dia
Entenderás
De verdade
O que amor
Que te sinto
Será
Que antes
Da minha morte
Saberás
Me dizer
Enfim
Agora sei
Como é
O amor
Que tens por mim
Será
Que um dia
Saberei
Dizer
Porque amo
Tanto assim
Você
Sem mesmo seu saber
Quem sabe
Um dia, enfim,
Poderei, poderás dizer

PENSO DEMAIS

Penso
Penso demais
Em tudo
E me preocupo
Demais
Com tudo
E olho gestos
E ações
E sinto
E percebo
E crio meus monstros
Meus fantasmas
Penso
Penso demais
No que podia
No que não devia
Penso no antes
No agora
E no depois
No amanhã
Que não chega
Penso na noite
Que não finda
Penso
Em você
Penso demais
Em você

NÃO ACREDITO


Não acredito
Que não exista
Nada
Além do
Eu te amo
Não posso
Crer
Que tudo termina
Ali
Não posso acreditar
Que eu te amo
É até onde
O amor
Pode chegar
E se passar
Que nome tem
Como se diz
O que se fala
Nada?
Não posso crer
Deve ter
Algo além
Do eu te amo
Algo que não se decifrou
Talvez posso ser dizer
Eu te amo e algo mais
Eu te amor e etc

NAÕ QUERO MAIS


Não quero
Mais essa sensação
De ouvir
O telefone
Tocar
De ouvir na noite
Você me chamar
E perceber
Que tudo
Não passou
De ilusão
Não quero
Mais
Andar por horas
A fio
Nem quero mais
Chorar
Em vão
Sem ter razão
Sem ter por que
Preciso
Da minha paz
Dormir
Em paz
Viver em paz
Preciso de você
Para tudo isso acontecer

19 de out de 2012

OLHOS NOS OLHOS


Nunca
Ninguém me olhou
Como seus olhos
Me olharam ontem...
Nunca
Ninguém me acolheu
Em seu corpo
Como você me
Acolheu ontem...
Nunca
Ninguém me sustentou
Como você me
Sustentou ontem...
E ai
Senti
Teu amor em mim
E ai
Me vi
Refletido
Na retina dos teus olhos
E ai
Vi o amor
Que eu sempre quis em mim...
Não havia mais nada
Nenhum mundo
Aqui fora
Nem horas
Nem ritmo
Problemas
Nenhum absurdo
Apenas
Você e eu
E ai
Pude te amar
Pude sentir você
Pulsando em mim
E queria
Tudo de você
Ao mesmo tempo
Porque não sabia
Quanto tempo
Poderia ter você de novo
E ai
Me perdi
No meu próprio
Desejo
E senti
Teus braços abertos
Me confortando
Quando senti
Medo
E senti
Teu amor
Naquele momento
Me envolvendo
E tive
A certeza
Que você era mesmo
Para sempre

18 de out de 2012

REAPRENDENDO


Eu preciso
Aprender
A pensar menos
Preciso
Desencanar
Me cobrar menos
Preciso me dar
Esse direito
Quero viver
Descompromissado
Quero encontrar
Mais alegria
Viver
Mais a vida
Me desnudar
De problemas
Eu preciso
Aprender
A ser leve
Preciso aprender
A não levar
Tudo
A ferro e fogo
Preciso me desarmar
Tirar de vez
Essa armadura
Eu preciso
Fazer aquilo que acredito
Não quero mais
Ser poeta
Quero ser
Apenas louco

TUAS POSSIBILIDADES


Eu quero
Ser
Todas
As tuas possibilidades
Quero ser
Teu doce
Teu salgado
Tua pimenta
Teus temperos
Quero ser
Teu sol
Teu mar
Teu amar
Tua luz
E tua imensidão
Teu céu
E tua lua
Eu quero
Ser
O amigo
O irmão
Teu machado
Teu escudo
Ser teu homem
Ser teu mundo
Quero que me ache
Que me procure
Que me precise
Eu quero
Ser seu caminho
Sua estrada
Seu remo
Seu norte
Quero ser
Teu tudo
Ser tuas
possibilidades

TU MULHER


Não posso deixar
De dizer
Quão interessante
És tu
Mulher
Que vive dias
De glória
Florida
Como a primavera
Depois fria
Com uma noite
Gélida
De inverno
És verão
Outono
É um mar
De infinitas possibilidades
Profunda
Rasa
Calma
Insana
Assim
És tu mulher
Cheia de um mistério
Que faz de nós
Homens
Meros expectadores
Uns aplaudem
De pé
Tua glória
De ser mulher
Outros
No entanto
Ficam sem saber
Apreciar
Este doce espetáculo
Essa alquimia
Essa quimera
És assim
Mulher
A rosa mais linda
Cheia dos mais
Afiados espinhos

12 de out de 2012

TEU MEDO

 
 
é este seu medo
que impede
sua felicidade
este seu medo
de amar
de se entregar
de ser você
até quando
vai ficar presa
dentro
do que já passou
este teu medo
não deixa
você voar
não deixa você
amar
o amor
de verdade
não deixa
você ver
o que a vida
lhe dá de presente
este teu medo
bloqueia
sua razão
mata sua emoção
este teu medo
impede
você de ser feliz
eu quero
saber
até quando