27 de jul de 2012

AINDA AMO

ainda
amo
o mesmo
amor
de sempre
o bom
e velho amor
preciso
agora
reaprender
a amar
um novo amor
cheio
de desapego
cheio
de liberdade
amor
sem vícios
amor
sem maldade
preciso
deixar
de lado
o velho amor
de sempre
preciso reaprender
dar um passo
de cada vez
e não mais
me entregar
como sempre me entreguei
e não amar
mais
como sempre amei
e tirar do centro do meu
universo
o amor
que sinto