30 de jan de 2012

NÃO VOU

não vou pegar
no seu pé
nem posso
nem devo
quem sou
quem de todos
o seu maior
erro
não vou pegar
nas suas mãos
nem te mostrar
que caminho
seguir
não posso
não devo
se mostrar
você
vai cair de novo
em mim
não posso
querer nada
nem devo mais
ficar assim
prostado
em sua vida
quem sou eu
sou vento
que sopra
devagar
sou chuva
que chove
e que depois escorre
não posso
não devo
não vou fugir
de você