1 de jan de 2012

EM MINHAS MÃOS

Goste
De mim
Como sou
Assim
Impulsivo
Irreverente
Goste
De mim
Pelo bem
Pelo coração
Pela emoção
Segure
Em minhas mãos
Acredite
Farei valer
À pena
Cada segundo
Para que amanhã
Reste em ti
Um pouco
De mim
Segure em minhas
Mãos
E deixa eu te ensinar a voar