"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

26 de jan de 2012

DERREPENTE

derrepente
o abismo
tudo
fica assim
sem saída
tudo
derrepente
não há mais
o que falar
há só
o querer sentir
o pensar
o voar até
derrepente
nada mais
é igual
nada tem mais
a mesma
cor
o mesmo sabor
derrepente
o chão
desaba
e asas nascem
derrepente
um sorriso
um abraço
e o amor
impossível