1 de nov de 2011

QUEREM ROUBAR DE MIM

querem roubar
de mim
minha paz
querem me transformar
me fazer robô
querem me escravizar
me aprisionarm
e deixar insensível
igual a todos
não querem mais
que eu sinta
que eu ame
não querem mais
que eu fale
querem
que eu seja pedra
jamais
serei pedra
sou vento
sempre serei vento
calmo
ainda que as vezes
tempestades
querem que eu me cale
que não fale
que não veja
querem roubar
de mim
minha liberdade