6 de nov de 2011

PERPLEXIDADE

agora
que tenho
eu que fazer
além
de ficar calado
além
de deixar
crescer
o musgo
fétido
de tudo
aquilo
que abomino
agora
que tenho
que fazer
fingir
que não vejo
que não sinto
tenho
que fingir
a vergonha
que sinto
viver
na perplexidade
de um lugar
que não foi
feito pra mim
e eu ainda
não entendi
o que Deus
quer de mim