1 de nov de 2011

NÃO DEIXAREI

sei fingir
muito bem
engarei a todos
não deixarei
que roubem minha
paz
não deixarei
que me tranquem
em um quarto escuro
nem que roubem
o direito
que me cabe
de amar
quem eu quiser
de falar o que eu pensar
de eu transgedir
as regras
que todos insistem
em seguir
eu sei mentir
também
e mentirei
se preciso for
não deixarei mais
que saibam
quem eu sou
não serei mais ninguém
serei
não deixarei
que roubem
minhas verdades
e que maltratem
meu coração