8 de nov de 2011

INSTANTE

chega
teu instante
de me enganar
de me fazer crer
chega
tua hora
de mentir
de fazer
o mundo acreditar
no que nem
você acredita
chega
tua hora
de plantar
semente
que há de colher
ainda que sem pás
ou picaretas
ainda
que sem olhos
sem boca
ainda que sozinha
chega
teu instante
de dizer
ao mundo
que és tu
e do que é feita
tua vida
chega
ainda antes
de eu morrer
o instante
de dizer
eu tentei acreditar em ti