6 de nov de 2011

EXPECTATIVA

tô sem
saber o que
pensar
sem saber
direito
o que sentir
tô meio morno
frio
olhando
para um horizonte
que não existe
criando
uma expectativa
para melhor
poder viver
tô sem saco
sem sono
sem fome
sem saber
direito o que
quero
para o meu hoje
e para minhas
horas
que restam
tô sem
saber
se vivo
ou se morro