6 de nov de 2011

DEPRESSÃO

tá escuro
mesmo
com as janelas
abertas
tá escuro
não vejo
a luz
não quero
ver a luz
tá escuro
e eu tô sem fome
e eu tô
sem querer nada
quero
ficar aqui
no escuro
de mim
quero ver a vida
indo embora
tá escuro
e eu gosto
assim
gosto
de sentir
o gosto amargo
na boca
gosto
de ficar deitado
sobre minha
alma
cansada
tá escuro
e eu não quero
ver nada