6 de nov de 2011

CHUVA POÉTICA

foi-se
o tempo
que os poetas
escreviam
apenas
sobre
o amor
sobre
a dor
de não
ser amado
foi-se
o tempo
em que havia
chuva-poética
e as flores
tinham
a fragrância
de um verão
que não acabava
foi-se
o tempo
que o amor
era o mestre
de tudo
e a vida
queria apenas
ser vivida
não há mais
chuva-poética
nem poesia
nem flores