25 de out de 2011

TUDO O QUE PENSO

Tudo o que penso
Não digo
Apenas penso
Apenas olho
E me calo
Tudo o que penso
São pensamentos
Que não cabem em mim
Transbordam
Invadem
Sem querer
A alma
Tudo o que penso
São partes do que vejo
E do que sinto
E não digo
Me calo
Deixo em mim
O que penso
Não posso encher
O mundo com minhas
Sandices
Tudo o que penso
Morre em mim
Melhor assim
Sem deixar ainda mais
Cinzas
Os dias que virão