23 de out de 2011

TAREFAS MUNDANAS

as folhas caem
enchem
meu jardim
de nada
e nada
as calçadas
são folhas mortas
cinzas
de uma árvore
plantada
sozinha
inquieta
no espaço a ela
limita da calçada
cabe a mim
varrer
e juntar as folhas
todas escritas
por alguém
que como eu
também não sabe ler
as folhas
caem
arrancadas pela força
de um vento qualquer
eu sei
elas não queriam
deixar a mãe
pra morrer secas
no meu jardim
na calçada
cabe a mim
varrê-las
tirá-las de lá
para que amanhã
novas folhas mortam
caiam