4 de out de 2011

PRESO

me sinto
aprisionado em mim
sem poder voar
sem poder sair
posso apenas pensar
me sinto preso
dentro deste corpo
que parece pequeno
diante a imensidão
do que sinto
do que penso
algemado em meu quarto
sentado em meu sofá
roendo minhas unhas
olhando o mundo
me sinto preso
sem poder gritar
e se grito
ninguém ouve
se despenco na imensidão
ninguém vê
e este corpo
tão pequeno
e eu preso
dentro de mim