3 de out de 2011

POR ONDE ANDAS O AMOR

por onde andas
o amor
o velho amor
de sempre
quantas vezes
incandescente
ardente
quantas vezes
irresponsável
por onde andas
o amor
aquele amor
doente
amor poeta
amor bandido
atrevido
insolente
amor de poucos
dos loucos
dos romanticos
dos apaixonados
por onde andas
o amor
amigo das horas incertas
companheiro
para horas de solidão
será que jaz
sem que eu soubesse
será agora sonho
distante
por onde andas
o amor
o velho amor de sempre