23 de out de 2011

POR AI

por ai
como pássaros
sem asas
como mar
sem porto
como coração
vazio
cheio de desgosto
.
por ai
feito cão sem dono
sem lua
sem rua
vagando
porque nada mais há
nem esperança
nem fé
.
por ai
entre os desumanos
entre as pedras
entre o que mais
não resta
.
por ai
como papel
em branco
levado por um vento
sem direção