"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

25 de out de 2011

PÁLIDA LUZ

És como a luz
Como a pálida luz
Que não
Se acende
Em qualquer momento
És como a luz
Que brilha
Radiante
Luz pálida
Cheia de medos
Que invade devagar
O mais profundo
Negrume de mim
És como luz
A pálida luz
De todas
As fidúcias
Luz
Que clareia
Pensamentos
Luz pálida
Que mostra
As passagens
Secretas
Do eu escondido na penumbra
Do dia que não nasce
És pálida luz
Do amor que não morre nunca