16 de out de 2011

O AMANHÃ

este
amanhã
que não chega
essa horas
horas
tortas
que não passam
tenho pressa
de amanhã
tenho sede
dos olhos
que me encantam
tenho
fome da beleza
que me acalma
o amanhã
ainda distante
e eu
torturando minha alma
meus pensamentos
fazendo tudo isso
machucar
meu eu
para que me sinta
vivo
o amanhã
agora todos os dias
querendo chegar
e te ver
e te abraçar com meus olhos