25 de out de 2011

NOS OLHOS

Olhe-me
Nos olhos
Dentro dos meus olhos
Não diga
Não há palavras
Deixe o silêncio
Entre nós
Nos abraçar
E fazer com que nos abracemos
Também
Olhe-me
Nos olhos
Dentro dos meus olhos
Sinta-me
Veja-me
Nu
Diante de ti
Veja-me
Apenas humano
Olhe-me
Nos olhos
Deixe que o silêncio
Entre nós
Fale a língua
Que só os olhos entendem
Olhe para dentro
De mim
E se veja em mim refletido