"Se procura prazer, poderá encontrar aqui as suas mais diversas formas. Há quem procure palavras, há quem procure belas imagens, há os curiosos, os que admiram minha maneira de escrever. Uns julgam erótico. Outros julgam ser sensual e uns apenas lêem as palavras aqui escritas. Isso é algo que não cabe a mim julgar. Sei das minhas intenções... Sei do meu amor pela poesia... Sei da minha infinita sede de escrever..."
SEJA BEM VINDO - 9 ANOS DE POESIA! ! !

FÃS DE CARTEIRINHA

23 de out de 2011

NADA SEI

eu que pensei
que sabia
tudo
nada sei
nada conheço
eu que pensei
que conhecia
todas as pedras
e sorrisos
eu que pensei
saber
quais eram os perfumes
mais perigosos
eu que pensei
saber por onde caminhava
e para onde levavam
os caminhos
e os meus passos
nada sei
nada conheço
nem os caminhos
nem meus passos
nem os perfumes
nada sei
nada conheço
do mundo
e de mim
nada sei das flores
e nem dos jardins
nada sei das pessoas
que me cercam
e dos sorrisos
que saem
das bocas quase sempre fechada
cada dia mais
nada sei