23 de out de 2011

MORREU

algo morreu
dentro de mim
não me sinto mais
o mesmo
ainda há angustia
ainda não estou
no melhor de mim
ainda ando preocupado
ainda ando cansado
algo morreu
não sei
se apenas o tempo passado
ou algo mais
aqui dentro de mim
ainda
sangra
as velhas feridas
algo morreu
talvez a minha capacidade
de sonhar
e fantasiar
talvez minha fé
ou minha maneira
de ver o mundo
como o mundo não era
parece que ficou algo para trás
parece que ficou algo
dentro de mim
sem vida
no vazio mais escondido de minha alma