1 de out de 2011

MEU EU MORREU

minhas lágrimas
secaram
minha vontade
de chorar
passou
meu amor
morreu
minhas flores
alguém pisou
já não danço
mais
não vivo mais
nem de lembranças
já não tenho
mais
sede
dos beijos
nem vontade
mais
de amar
nenhum amor
vale à pena
minha vida
quebrou
está em cacos
minha veias
entupidas
os cinzeiros
lotados
os copos
ainda cheios
de bebidas
meus dias
são noites eternas
e minha
eternidade
bem longe de mim
já não sei quem sou
nem quero
me lembrar de quem fui
meu eu que
existiu
já não existe mais