25 de out de 2011

ESTRANHO PARA MIM

Estranho para mim
O barulho
O som das pessoas
Falando
Os burburinhos
Das vozes
Que não entendo
Estranho para mim
Não ouvir
De manhã
O som do vento
O som dos pássaros
Estranho para mim
É ver
As pessoas se empurrando
Brigando por um espaço
Que é de todos
Não entendo
Essas coisas modernas
Estranho para mim
As crianças
Em silêncio
E todos os velhos
Esquecidos
Não entendo mais
O som desse amor moderno
Estranho para mim
Esse amor