23 de out de 2011

DESCULPAS

quando
não há verdades
desculpas
quando
não há
o que dizer
mentiras
somentes sombras
quando
não há luz
só há escuridão
olhos desconfiados
demora
quando não há verdades
sempre
desculpas
tentantivas loucas
desesperadas
de fingir
fugir
das responsabilidades
desculpas
quando falta a verdade
quando não há de verdade
sinceridade
e tudo fica
encoberto
meio suspeito
quando há medo
o que era lindo fica feio
e faltam as palavras
que já não dizem
a verdade
somente as desculpas
confusas
palavras desconexas
e o medo
que sempre deixa
tortas as palavras