23 de out de 2011

AMOR DE VITRINE

há amor
que não foi
feito para amar
amor
apenas
para contemplar
como o sol
que nasce
no horizonte
mais distante
como a lua
tímida
refletida
nos raios do sol maior
há amor
apenas
de história
amor que não existe
amor
de sonhos
amor que se sonha
amor para contemplar
como as ondas que arrebentam
nas pedras
há amor
feito para olhar
para admirar
amor para escrever
amor para os poetas
para os loucos
e os românticos
há amor
que não é amor
de verdade
é miragem
ilusão